Qual a corrente filosófica que mais se aproxima da sua sensibilidade?

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Será o Jornalista "DEUS"???

Quando o trabalho de um/a Jornalista se começa a confundir com o "TRABALHO" DE "DEUS" eu deixo de ter "fé" na insenção das pessoas e nos seus juramentos profissionais!!!
Ou seja, processos como os da casa Pia, ou Morte de Carlos Castro, ou agora este que abre telejornais, como o do Estripador de Lisboa, são apenas exemplos....E se alguém criticar o jornalista "a" b" "ou "c" pela sua ansia de prot...agonismo, ou por decerto "tomar partido" por uma das partes, e até fazer investigação jornalistica com o unico propósito de prejudicar uma das partes em questão, veja-se o caso da Vítima Carlos Castro que muitas mentes dementes acusaram e apontaram o dedo só por ser Homossexual, como se isso fosse crime, e a vitima assassinada o criminoso, então "Levanta-se" logo opinião pública a dizer que estão a atacar a liberdade de expressão, esquecendo-se que o jornalista tem limites, não é deus e tb pode ser condenado por faltar ao seu juramento profissional! Não! não gosto de jornalismos parciais! NEM na revista cor de rosa do crime que se farta de encher ao cu a jornalistas que mais nao querem é protagonismo , mas que valem 0!!!!! Quem vive à conta dos "podres" dos outros e ainda faz juizos de valor de uma forma parcial nem merece ver o "Sol" (Piada) :-) e acaba por ficar também podre!

"A MORTE saíu à rua e Suicidou-se!!!"

A MORTE saíu à rua e Suicidou-se!!!"
In contos e Espasmos By J.P.

Um dia a MORTE , que tinha saído à rua, por acaso, passava por uma ponte muito estreita, quando de repente em sentido contrário e sua direcção viu "algo" de Humano...
Esfregou as mãos, começou a salivar, e preparou-se para apanhar mais uma das suas habituais presas, nessa ponte que ficava situada num penhasco a 50 metros de altura, e era estreita como o Medo, ....
Ao chegar ao pé da figura Humana, quando se cruzaram, a Morte teve uma Surpresa, A figura humana era o SOFRIMENTO, a Morte assustada como nunca Jogou-se da Ponte abaixo!

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Dissertação sobre "O estranho fenómeno da interpretação do " Real"!



 1- Até agora a psicologia só explicou a REALIDADE subjectiva , mais ou menos em dois conceitos: a) A Pessoa e o b) Contexto onde se insere a pessoa, contudo o cognitivismo nos finas dos anos 50 no seculo passado trouxe ainda mais a subjectividade do Organismo da pessoa como mediador dessa relação com o contexto.

2-O comportamento tem sido assim explicado em função de :

a) Estímulo--->Resposta (beahviorismo)

b) Estímulo--->Organismo--->resposta (cognitivismo)

c) A psicanálise (não é para aqui chamada)! :-)

Então imaginemos que a realidade é subjectiva, e depende do organismo de cada um de como o cerebro interpreta essa mesma realidade.

Imaginemos que vamos numa estrada em direcção a Sul, por exemplo, e queremos virar no proximo cruzamento à direita, para Leste..
Mas que por um acaso do nosso cerebro , este imagina, que vamos andando para Norte sem sabermos nem termos consciência disso , logo, o cruzamento em que queriamos virar, se fossemos para Sul, fica no lado oposto, ou seja, no lado esquerdo da nossa "mão" e vira para Oeste em vez de para o Leste pretendido. é assim como que vermos a realidade na direcção contrária, Mesmo que conheçamos essa estrada (Realidade) de todos os dias , a nossa percepção sobre a Orientação Espacial, ficará trocada, e por muitas voltas que possamos dar , sentiremo-nos perdidos e nunca encontraremos o tal cruzamento onde queriamos virar , aque que falámos no inicio da frase!

Conclusão:
1- A Realidade é subjectiva, depende do nosso cerebro como fenómeno activo da interpretação do real. Não te iludas!.....

2-A interpretação do "REAL" depende de mais coisas do que a Ciência explicou até aqui, e talvez não seja assim uma "realidade" tão obejctiva como isso tudo!

3---Se beberes não conduza! :-0 :-)))

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

A minha prenda de aniversário hoje! Dia 18-de Novembro de 2011! 16h e 22m!

A Mulher A Flõr e o Vinho

Mas que linda Flôr,
De cheiro imaculado,
de se ficar embriagado com o perfume de tal beleza,

Uma espécie de perfume leve,
mas de personalidade corporeamente Linda
que se fosse vinho era de uma colheita,
espectacular!

Que faz subir a tensão,
dá taquicardia e aritmias,
e pôe o sistema paralinfáctico ou lá o que é a trabalhar! :-0
ou será o simpático?lol
Tou a fazer pesquisa e um poema;
para postar anónimo no meu moral!
Anónimo???? ))
lol ou será Mural?

Deve ser do vinho!!!
Ou será do Perfume???

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Edmontes um "Nobre" filhe dólhão do Underground! (Parte II by me)

Edmontes um "Nobre" filhe dólhão do Underground! (Parte II by me)

Ou a história de alguém que viveu nos subúrbios da "normalidade"!

Edmontes continuava a sua história,
... nos subúrbios da (I?) legalidade,
que no fim da adolescencia,
a seguir aos anos da Revolução de Abril,
na ressaca dos anos da Revolução Hippie,
do Woodstok,
do Maio de 68,
da esperança de um mundo melhor,
mais justo,
se esfumava à medida ,
que se caminhava nas decadas seguintes,
em direcção ao seculo XXI,
da escravidão subtil,
do "trabalho" escravo mal pago,
e de todo o desmoronar de um sonho,
de um mundo melhor,
Edmontes experimentou todas as drogas,
naquele tempo não se perdia tempo com "crises",
de economia e financeiras!
Experimentou todos os sonhos,
Sexo, and droga e Rock e Rol!!!
AS torres gémeas ainda não tinham vindo abaixo,
o Mundo seguia inocente!
Tal como Edmontes!
Os anos foram passando,
em 1988 andava ele,
frente ao cemitério de Olhão,
onde morava o Belchior,
moço jovem viajado pelos 4 cantos,
da europa e do Mundo,
que entretanto faleceu,
consumido pelas drogas e pelas doenças,
uma geração de existência conturbada,
numa insatisfação pepétua,
perpetuada pela utopia,
de um Mundo "Perfeito"!
Era jovem nesse tempo....
Em 1975, ele muito jovem,
viajou pela Europa,
e fixou-se finalmente na Catalunha.
Era Playboy, consumia tudo,
que lhe aparecesse à frente,
viveu à conta das mulheres,
e acabou por ser pai de uma filha,
que entretanto teve 20 anos ausente,
mas que agora ela propria lhe manda dinheiro,
para ele viver melhor,
mais à vontade,
do que a reforma por invalidez de 200 euros,
que recebe actualmente!
Edmontes é o tipo,
em vias de extinção,
que apesar de reputado por amante das drogas,
e da "boa" vida,
é sério, e nunca "banha" ninguém,
podem até lhe dar dinheiro para a mão,
que ele ou traz o "produto" ou devolve o dinheiro,
raro nos dias de hoje para alguém do Underground!
Por isso o tempo foi passando,
e ele apesar do Prurido na cara,
e da Mácula nas faces,
chegou até aos 60!
(continua!)

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

"A história de um "filhe dólhão" que tem 60 anos de idade, chamado Edmontes " (Parte I)"

"A história de um "filhe dólhão" que tem 60 anos de idade, chamado Edmontes "

Eram 10h e meia da manhã,
quando passava junto à doca de Olhão,
em frente ao jardim dos Pescadores.
... O dia estava agreste apesar do Sol,
notando-se já o Inverno a entrar,
mais um Inverno!...
.Apesar de cara suave!
Suave agreste,
tal como a cara do Edmontes,
que quando o conheci há 22 anos atrás,
era só "Suave".
E não era um Português suave,
o que ele fumava,
naquele banco de jardim,
uma garrafa de cerveja numa mão,
e um cigarro de enrolar na outra,
aí se aperesentava o meu amigo,
que não via há muito tempo!
Passei a seu lado,
embrenhado nos meus pensamentos,
enquantoa andava e pensava,
pensava e andava,
dou tres passos e estanco,
eu conhecia aquela cara,...
volto para trás com os mesmo trés passos,
e olho bem para ele:
-Então Edmontes,
que fazes? Pergunto-lhe!
-Olha o meu amigo "carteiro". responde ele!
(Em olhão é quase um imperativo possuir-se uma Alcunha!)
Quem não a tem nesta cidade, não é pessoa de bem,
ou então é um forasteiro,
E a minha alcunha, naqueles tempos idos, de liberdade e Libertinagem,
era o "CARTEIRO"!
O Underground de Olhão,
no seu melhor!
Mais um sobrevivente este Edmontes,
pensei eu com os meus botões!
Aliás, dois sobreviventes,
ele e eu!
Os óculos escuros tapavam-lhe os olhos.
O seu rosto,
rosado por uma infecção na pele,
devido, ao que me disse,
inalação, de fumos de Heroína,
(A vulgo "chinesa"),
e salpicado por pequenos bicos de pus,
que lhe provocava pruridos,
não era suficiente,
para fazer desaparecer o seu reflexo,
ainda visivel,
de juventude esquecida,
e hà pouco, desaparecida,
deixando à vista,
um rosto de "bon vivant",
à sua maneira de ser,
de um Ser inconvencional,
rendido aos prazeres da vida,
e da carne,
e do espírito,
e a todos os prazeres,
que mais houvessem,
para ele os devorar...
Nascido para consumir o seu quinhão,
aqui nesta "Terra",
sem apelo nem agravo,
nem mácula nem arrependimento,
a unica mácula seria mesmo,
a sua vermelhidão na cara!
A história (não subescrevi o acordo) de Edmontes,
confunde-se com a dos anos 70,
em Portugal,
e com a história do povo de Olhão,
que "suja" as mãos no trabalho,
que "vai" ao Mar, sem ter vergonha,
de ser pescador!
Que afirma a sua identidade!
Edmontes viveu a Revolução dos Cravos,
fumou aquele tabaco tradicional de Angola,
quando era jovem,
e foi influenciado pela cultura,
da época,
e influenciou aqueles que com ele conviveram...
O seu olhar distante,
percorre o horizonte lá longe,
depois das águas da Ria Formosa,
onde esta se junta com o Mar,
nas ilhas da Culatra ,
Armona, Farol, Hangares...
O seu olhar,
sem os óculos escuros,
revelam uns olhos toldados,
de nostalgia e sensibilidade,
-"Só se vive uma vez",
diz-me ele...
Transparentes de água,
e brilhantes,
sussuram memórias episódicas,
e explicitas de mais Histórias,
que contarei no próximo capítulo,
se o Houver!
e Muito mais,
haveria a dizer!......
Sobre as circunstãncias,
em que conheci o EDMONTES,
mas fica para amanhã!

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Eu sou Camus

Eu sou Camus"!

By me

No reverso da medalha,
... do nosso ignóbil,
mas compreendido,
narcisismo,
EU! EU! EU!
Jaz , camuflado,
por vezes ,
Um Juíz-Penitente,
em cada um de nós,....
Camus gostava de Wagner,
de Dante,
e do Limbo do Inferno,
Eu...Eu...Eu....
A queda surge,
quando , quase,
simultaneamente,
deixamos de querer ser,
Imortais!
E quando de uma noite,
de Álcool e fornicação,
do juntar ao Uno-Primordial,
do nobre esquecimento,
da fragilidade da condição,
Humana,
acordamos no outro dia,
com um amargo sabor,
na Boca ,
e na Alma!....

sábado, 15 de outubro de 2011

Antonio Lobo Antunes (Pequena Homenagem)!


Ok!
Convenceste-me!
És genuíno!
A tua voz vem de dentro,
arrastada,
... Soluçada,
atristezada,
quase pegada ao "cú"!
Mas és um gajo,
de coragem
e de enorme sensibilidade!
És genuíno,
cá dos meus!
"Maluco" até dizer chega!"
também descubro em ti,
uma crise existencial!
tens medo da morte!
Quem não tem!?
Vi a tua entrevista,
ontem
Continuas a fumar,
em directo!
Ao menos fazes aquilo,
que te dá na real gana!
Só essa crença,
que tens,
de dizeres:
-Não há ateus!
Eu sou Ateu!
Até prova em contrário!
Também fui menino de coro!
Como tu!
Por isso compreendo quando citas,
aquele velho provérbio Húngaro:
"No covil do Lobo todos somos religiosos"!
És o orgulho da Beira!
E um dos de Portugal!
AS tuas metáforas,
quando chamam,
"filho da puta"
a alguém,
são divinais!
Ao menos escreves o que te dá na real Gana!"
Obrigado António!
Por mim dava-te já o Nobel!

"Lixo Intelectual"!

Não gosto de Poetas,
Egocêntricos!
Poemas indecifráveis
de vaidosa estupidez!
De dinheiro editado,
como se fosse,
o único Best-Seller!
Não gosto de pretensiosismo intelectual;
Vaidade estéril!
Que mensagem tens para me dar?
Além dessa tua mania,
de seres mais intelectual,
que os outros,
O teu poema ilustra bem,
a tua insaciável vontade,
de protagonismo!
Não será pelas tuas bonitas
e estúpidas metáforas,
que vamos pensar
que és poeta!
Vai te foder
mais a tua sensibilidade
de Merda!
Detesto pretensiosos,
estúpidos
armados em intelectuais

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

CARALHO!!!!

Oh Passos Coelho,
Oh Banca;
Oh especulação!
Óh Mercados;
Oh FMI;
... Oh TRabalho escravo,
Oh Anormais,
Oh acções;
horas extraordinárias,
de estupidez!
hò cortes na saúde,
Injustiça nos tribunais,
Justiça para os Ricos,
Cegueira para os Pobres;
Oh Arautos da Estupidez humana,
que trafica a escravatura dos outros,
Arautos dos tempos que correm,
Arautos da economia,
gasta!
gasta pelo circulo vicioso,
da ideologia do dinheiro!
Vou fazer como o meu amigo,
Vítor Rua,
homem e arauto da liberdade,
IDE-VOS TODOS PARA
"O CARALHO"!!!!
SE nãom quiserem ir literalmente
para o Caralho,
Sempre podem ir para o cimo do mastro;
mais alto do navio,
e aí perecerem ao vento;
e à chuva,
nesse caralho de MASTRO;
de Ignorância,
e ganãncia ;
Humana

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Dedicado aquele médico do Hospital de St António no Porto!

Dedicado aquele médico do Hospital de St António no Porto;
Um pouco de humor tb nunca fez mal a ninguém!!!!! :-)))
Que luta contra a doença,...e a todos aqueles também que nunca perdem a fé e a esperança, e são fortes!!!!! Onde é mais dificil sê-lo que dizê-lo! Desejo-lhe a total recuperação!

Há pouco,
ouvi,
alguém dizer,
que não se pode falar;
em projectos,
À beira da Morte,
que o essencial,
é resolver isso na
nossa cabeça,
Será talvez,
porque o único projecto a prazo,
depois de se nascer,
será precisamente a Morte!
Não necessáriamente o fim!

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

A Viajante"


 Hoje encontrei a mãe da Regina,
Aquela menina, do meu tempo,
de Liceu!
... Enigmática,
com a franja,
a tapar-lhe;
os olhos,
Morena,
Inteligente,
<sensual,
E aventureira;
Ficou-se pelos 33,
há 15 anos atrás;
Nunca mais me tinha lembrado dela;
excepto daquela vez,
em que o Salústio,
me tinha dito,
que a Regina tinha "Viajado"!
Uma pessoa inconvencional!
Começou a viajar aos 17,
partiu para a Grécia,
em finais da decada de 70,
Não de avião,
com Hotel à chegada,
como é usual,
e cómodo,
nos dias de hoje,
mas de comboio,
Inter-rail e à boleia!
Eram os tempos da inocência,
da Aventura!
Não se falava de onzes de Setembro,
Não havia SIDA,
Ainda havia países,
Socialistas,
e a Cortina de Ferro!
Contudo aquela menina,
frágil na aparência,
mas de grande carácter,
e inteligência,
Coragem,
Partiu pelo Mundo,
à procura, [.....]
Nunca se soube bem do quê!...
Mas eu suponho,
da experiência!
Da vida!
Europa,
Grécia,
Turquia,
e Índia!
Trabalhando aqui e ali,
sem medo de morrer à fome,
e ao frio!
Em busca da "Quimera Perdida"!
Do Conhecimento!
Andou no Liceu,
até ao ano Pré -Universitário;
podia ter sido,
tudo o que quissese,
ter sido!
Mas decidiu um dia o que queria ser:
"Viajante neste Mundo"!
Tinha uma inteligência,
muito acima da média;
o que a tornava por vezes;
inquieta!
Sem medo de Viver...
Mas Sempre Genial!!!!
Quero hoje,
prestra-lhe aqui,
a aminha singela homenagem,
através desta pobre e humilde,
Prosa!

Só há um problema filosífico,
por resolver,
disse em tempos,
Albert Camus;
no seu livro "O Mito de Sísifo":
Esse problema é o Suícidio!

A Regina Partiu,
mas a sua memória,
Ficou para Sempre,
naqueles que com ela com
viveram!!!!
Detesto;
Médias,
Modas,
Medianas,
Estatísticas,
... Mentiras;
Grupos,
pertenças,
Afiliações;
teorias,
teoremas,
economias,
sistemas;
dissertações;
Monografias,
Cadeias,
Cavernas,
Platão;
Grilhões,
pré-concebidos;
Vida Eterna,
Religiões;
Sábios;
Filosofias;
Crises;
Aldrabões!
Multidões,
Convenções;
Prisões;
Amo;
Rebeldias;
Perguntas,
Dúvidas;
Interrogações;
Gosto do Korchnoi;
que aos 80 anos,
mandou tudo;
às urtigas;
e ganhou
o Campeonato suíço;
de xadrez!
Gosto de ;
Rebeliões!

J.P.

Praia dos Tesos;
Ria Formosa (Em frente às mansões da Quinta do Lago)

3 de Outubro 2011

sábado, 1 de outubro de 2011

"O Sentir do Pensar" parte III !

,

"O sentir do pensar" Parte III


Como diria Agostinho da Silva;
Hoje para mim ;
... Não foi um dia “produtivo”;
Foi um dia Criativo!
Duas horas de visita a Olhão,
Duas prosas poéticas;
Sempre terei algum direito,
À preguiça,
Como diria Lafargue,
Cinco horas de praia,
O dinheiro é um fetiche,
Caro Marx,
Nada que me
Não tornasse hoje;
mais rico,
Hoje!...
Dia de ócio,
.como diria Russel,
Dia de Pensar e sentir!
Sou livre,
Mas não à maneira de Kant;
Cedo a todas as minhas inclinações,
Num apriorismo,
Que só visto ,….
O Dever?
Mas qual dever??

quinta-feira, 29 de setembro de 2011


O Sentir do Pensar! PARTE II

Embrenho-me pelas vielas;
Vou dar a um beco!
Beco do Pinheiro Chagas!
... Militar por formação,
E Poeta por vocação!
Um gato mija na parede,
Arde um fogareiro,
De sardinhas,
Qualquer pessoas que entre,
Corre o risco,
De ser tomada por intruso,
Qual condomínio fechado de pobres,
Casas de gente humilde,
Poucas com mais de duzentos anos,
Pescadores por imposição,
Da lei,
da vida,
 Da sobrevivênvia,
Olhão!

 Mais à frente a casa,
Onde viveu um ilustre anónimo,
O Matchim,
Que vivia com a sua prostituta,
Que vendia pacotes;
De heroína,
O sub-Mundo;
Daqueles anónimos,
Que não apreciam muito,…
O Mundo!
Mais à frente o Arco,
E a entrada na rua,
Das lojas,
Calcetada,
De forma artística,
Vou subindo embrenhado,
Nos meus pensamentos,
E dou de caras,
Com a casa do Pintor,
O alemão que dava,
Abrigo,
A jovens prostitutas,
Sigo rua das lojas acima,
E chego ao café,
Onde pela primeira vez,
Vi a Sabrina,
Sentada naquela mesa do canto,
Uma alemã de Berlim,
Das portas de Bradenbburg,
Com a qual reparti a vida durante,
Cinco anos!
Olhão!
As pessoas movimentam-se,
Andam na estrada,
Aqui neste stio,
As pessoas ainda existem,
E precedem os automóveis,
As pessoas aqui têm prioridade,
E ai do forasteiro,
Que não o saiba!
Também me lembro do Lucas,
Moço do Liceu,
Inteligente e filósofo,
Que nesse tempo se apaixonou,
Pela nossa jovem professora,
De filosofia,
Eglantina,
Essa cujo nome,
Foi o avõ que lho deu,
-dizia ela-
Ao ler um livro que tinha gostado muito,
Do mesmo nome!
Lucas!
Moço de Olhão,
48 anos!
Morto por Overdose!
Olhão!
Faço inversão,
Volto à ria,
Aos empreendimentos,
Construídos,
Sobre alicerces,
De ganância e lucro,
Da especulação,
Imobiliária,
Aqui morreu de AVC,
Aquele tipo muito conhecido,
Que não era anónimo,
e dos mais ricos da região!
Condomínios dos ricos,
em frente aquela paisagem,
sopra uma aragem,
e no largo da feira,
vagueiam três cães!
O tempo ainda anda lento,
Aqui na minha terra de Olhão!
Subo! subo......
Quando chego ao bairro dos Indíos,
lembro-me,
de como aquelas casas,
foram ocupadas,
pelas familias,
mais humildes,
de entre todas as de olhão,
a seguir à revolução de Abril,
não eram índios,
eram pescadores,
gente sem casa,
sem abrigo.....
Era eu,
pouco mais que
um menino,...
Subo mais um pouco,
avisto o campo do Cassiano,
e dou cem passos,
e estou na casa onde nasci!

Olhão Livre, Vila da Restauração
Sentir o Pensar!!!! Olhão 29-9-2011

Aqui junto,
a esta praça Mourisca;
Virada para a Ria Formosa,
... Sinto o "chiar"
do meu pensamento,
voando com as gaivotas,
que voam em võo picado,
razando o espelho do mar,
a brisa sopra moderada,
Neste acto,
de intimidade,
que é fazer um poema,
sinto-me perturbado,
pelo turista da mesa ao lado,
que olha indiscreto,
por entre a um olhar,
disfarçado,
de quem percebe,
estar próximo,
de algum Nega-ociante,
que faz apontamentos,
ou de alguma maluco,
armado em poeta!
Muita gente apanha,
o fresco da maresia,
nesta linda Ria de Olhão,
Um cão vadio,
tal como eu,
repousa à beira ria,
debaixo da sombra,
de uma cadeira,
chega um velho pescador,
de bicicleta a pedal,
gasta pelo tempo,
e pela ferrugem do mar,
transporta um balde de peixe fresco,
"Mosse mó,
tava o Mar feito num cão"!
Caminho ao longo
da avenida,
uma velha " maluca",
sentada num banco de jardim,
voltado para a marina,
pede-me um cigarro,
respondo-lhe que:
"Já não fumo"!
Sopra uma breve aragem marítima,
sento-me bancos mais à frente,
e vejo aproximarem-se dois tipos a fumar,
uma joint;
passam por mim largando fumo,
Montes de dopamina abulante,
dão um cigarro à velha!
Sopra uma aragem a maresia!


Luz Verde!

Se queres ver,
os teus filhos crescerem;
a tua sogra falar do preço,
... da batata!
As velhas discussões,
intelectuais,
acerca dos aumentos da fruta,
e dos restantes generos alimentícios,
a vida está má!
Está mal para todos,
mas tu és feliz!
Tens um objectivo,
os filhos para criar!
Sentes te importante,
o centro do Universo!!!
Ahhhhhhhhh!
Quanta felicidade,
nestas pequenas coisas,
comprares o Ford Fiesta,
a prestações,
sentires-te capaz!
Pisares o chão;
de uma gaiola,
num qualquer
10º andar,
acima do nível do chão!
Será que ao menos,
é anti-sismíco???
Bem , ....
Tu não tens vertigens,
E sentes-te feliz!
O patrão pediu-te o fim de semana,
tu a principio recusas-te,
mas depois deste luz verde!
Ao menos no fím de semana,
terás tempo para te interrogar,

acerca da tua mísera existência;
enquanto ganhas mais umas horas extras,
transformadas em dias de férias,
Ao menos no sábado,
enquanto trabalhares,
estás livre da sogra,
e dos "Putos"!

Em cujas costas,
depositas-te  toda a responsabilidade,
de serem tudo aquilo;
que tu não foste capaz de Ser!
és UM GAJO FELIZ PÁ!
e realizado!
Deste luz verde
ao semáforo,
da tua vida!
Respeitas todos os sinais,
luminosos!
Ès um tipo
"normalíssimo"!!!!
Parabéns

Prefiro o "Sub-Mundo"!!!

Se o Mundo é estar;
Numa fila de automóveis;
À espera do sinal verde,
todos virados para o mesmo lado;
todos cheios de pressa;
Todos "brincando";
à "escravatura" subtil
eu prefiro o sub-Mundo!
Se o Mundo
é ser levado pela corrente;
das coisas ditas normais,
como ser escravo;
prefiro estar na margem;
a apreciar!
Agarrado a qualquer,
pedaço de esperança,
que não vá na maré!
Se o mundo é ir á casa da Sogra;
aos fins de semana,
depois de uma árdua;
semana de Trabalho;
Prefiro o submundo!
Se o mundo é vestir,
fato e gravata;
ser políticamente correcto;
prefiro o sub-mundo!!!
Se o mundo é
"casar"
 e ter "filhos";
e dizer, olhando para trás:
Anda já filho,
e sentir-se muito
orgulhoso,
da reprodução;
Social,
trabalhar, para esquecer,
trabalhar para aquecer....
Trabalhar para enriquecer,
Prefiro o sub Mundo!
Se o Mundo é tão previsível;
quanto isto;
se o mundo é:
Levantar às 8h e 30,
ir para a escravatura até ao meio dia;
Comer qualquer coisa em pé,
e regressar de noite para casa,
Para junto dos berros das Crias,
das criticas da sogra,
das ameaças do conjuge;
dos avisos do Patrão;
das "informações" da TV;
das contas por pagar,
ao fim do mês,
do sexo feito à presa,
como que por obrigação,
do ciúme corrosivo,
do vizinho;
que tem um Ferrarri,
Amarelo;
das prestações do banco,
da gestão da crise,
das invenções
de Nega-ócios;
Vou voltar para a Aldeia,
para o meu mundo;
de Ócio!!!!!!!
Prefiro o "SUB MUNDO"!

sábado, 24 de setembro de 2011

Homenagem a algumas pessoas anónimas que em tempos conheci

Em cada raio;
de Luz;
do Sol;
Desta cidade
Cubista;
de Olhão;
Jazem as memórias;
daqueles que me tocaram;
através de problemas comuns;
e que viviam aqui!
"Papa-leite"
João Parrinha;
Daniele;
Aquele rapaz do bairro dos Indios;
Joao Paulo Leitão;
João "Pau Preto"
aquele rapaz do Bairro MArechal Carmona (Isidoro);
aqule outro do outro bairro mais acima;
O Anónimo do bairro da Cavalinha;
E a todos os anónimos;
que prometo ;
um dia os enumerar a todos;
que os Pontos e vírgulas;
se tornem numas reticências;
de Felicidade;
Desta vida efémera e ingrata,
Por vezes ;
"Madrasta";
Se torne numa mãe;
para todos
Onde quer que estejam!!!!
E os guie na luz;
que estas açoteias;
de esperança;
e Memória;
Eterna!
Me fizeram lembrar,
Hoje

Prosa poética em Homenagem à terra onde Nasci! O Apego à terra!

 Prosa poética sobre o apego à terra que nos viu nascer! Olhão!
 Terra humilde,
 que cheira a Mar e a Sol,
 de açoteias brancas;
 e cubistas;
 De Mouras encantadas,
 e povoadas pelas histórias ,
 da minha saudosa Tia-avó,
 Guilhermina;
 que me contava as aventuras,
 antes de eu dormir ,
 e de ter pesadelos;
 da Moura encantada Floripes;
 e do aterrador menino;
 dos "olhos grandes";
 que encontrado,
 por pescadores,
 quando iam ou vinham da faina;
 e transportado,
 ao colo;
 por estes incautos;
 ia crescendo,
 Crescendo!!!!
 sem se dar conta dele,
 ia ficando pesado,
 até se transformar,
 num personagem;
 bestial,
 os assassinava!
 Cidade de Olhão!;
onde as pessoas,
 ainda,
 e sempre,
 são genuínas, !!!!
 Gentes de Olhão!!!!
 Quantas manhãs,
 percorro eu,
 a vila da Restauração!?!
 Quando preciso,
 de estar sozinho!
 Sem ninguém,
 para me aborrecer,
 andando pelas suas ruas,
 aleatoriamente,
 e formosa Ria!
 Sem pressas;
 E pensando,
 pensando e andando!
 As duas mais nobres
 actividades do Homem!
 (Freud fazia psicanálise andando, por vezes, 3 quilómetros com os "pacientes")
 Só depois apareceu o divã! :-))
Café Espanha,!
  almoço,
 depois vou até  à rua das lojas,
  até à praça,
 apanhar aquele verdadeiro
 ar do mar,
 depois embrenhar me
 nas vielas,
 pequenas e estreitas,
 tipo marroquinas ,
 e dar de caras com a casa,
 onde nasceu,
 Francisco Fernandes Lopes,
 e onde a minha falecida mãe ,
 nessa rua;
 aprendeu tanta coisa,,,,
 A minha mãe tb se chamava Belkisse,
 como uma das suas fillhas,
 deste Médico,
 filósofo,
 Músico etc, etc!
 Enfim.....Lá continuo,
 Avenida principal,
 dou de caras com a casa ,
 onde morreu ;
 Em 1918,
 ainda Jovem, (38 anos),
   com a peste bubónica,
 O Dr. João Lúcio!,
 famoso advogado
 (Juntavam-se multidões para o ouvir argumentar)
 e poeta;
 Simbolista,
 Que uns segundos antes,
 de ir nos braços;
 firmes da morte,
 pediu,
 num último fôlego::
 -Abram essas janelas,
 quero ver a luz do Sol,
 na Avenida,
 pela última vez!
 Por detrás da Estação dos caminhos de Ferro,
 Onde mora,
 o MEU PADRINHO
 de nascimento,
 (Que infelizmente nunca conheci muito bem)

O Ilustre Dr.  Lourenço Mendonça
("Lourencinho" como o chamava a minha Tia-Avó Guilhermina)
 Rua acima Monte da Ria
Bairro dos Índios
campo do Caciano,
e finalmente a casa de minha Avó,
Ufa! Que belo ar se respira aqui,
Amo a Terra onde nasci!

J.P.

sábado, 3 de setembro de 2011

Dedicado ao meu amigo: O Ser anónimo



Que a poeira indelével do Tempo ;

Seja morosa;

E saiba que vai cobrir um Sábio;

 que uma vez;

 a Existência;

  se encarregou de dar forma;

E a essência ;

 substãncia;

E a humanidade

 características sublimes;

E o pensamento;

desassombro;

E  a imperfeição;

Tolerãncia.

Que o Ser anónimo;

Não faz dele esquecido;

Pois dos Sábios,

 como dos humildes  fica ;

A memória!

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Querer mais





Que me interessa a actividade de cientista?
Se É altamente especializada!?
Altamente aborrecida!?
Que me interessa o conhecimento (Com Letra pequena)?
Se uma parte desse saber,
 é tão pequena,
quanto a "cabeça de um parafuso";
num Universo de tantas coisas que existem;
Sem ser esse objecto!....!
E que dizer da dependência das bolsas;
 e dos subsidios?
Dados (?)  pelas grandes multinacionais,
 do Lucro?!
E do poder material,
que subjuga e contamina toda a ciência,
e criatividade Humana?!
Querer mais;
 É apenas sentir e;
Simultaneamente,
Conhecer!!!
Sem mesmo saber;
O porquê!
Como a Liberdade do Artista,
feita com  a sua sensibilidade
Sublime!!!
Feitos apenas por motivação intrínseca!
Amar é melhor
que ter dinheiro!

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

As memórias não podem definhar



Hoje choveu!…

E eu já tinha escrito sobre a chuva!

Hoje está cinzento!

 E eu já posso guardar memórias!

Só consigo guardar memórias nestes dias.

Os dias de Sol definham as memórias.

Não nos deixam sentar

Nalguma esquina do Tempo

A contemplá-lo:

Porque nos encadeiam de alegria;

E Eu preciso de estar assim como este dia;

Porque quero

Vou então fazer como o Luís “N”.

Um poema de chuva de água

Com saudade;

 Essa palavra que reclamamos!

E havemos de o oferecer

e a mais este dia cinzento

À amiga do Luís

Que é dada à melancolia

Mas muito “esquisita” no que concerne a presentes

Só aprecia ofertas especiais! …..

Então,

 poderá  levar também, juntamente,

um guarda-chuva partido;

 De memórias!

VORTEX DE ALUCINAÇÂO








Dedicado ao meu amigo Salústio, que a poeira do Tempo saiba que vai cobrir um Sábio!
Havia um amigo meu que dizia: (Juro que é um amigo real, desde desde os 17 anos, das pessoas mais inteligentes, e miseravelmente felizes que conheço):

 - "Entre o conhecimento das "coisas", e a agitação que pode proprocionar esse próprio conhecimento, vou optar pela Loucura, que me aquece a Alma e conforta nas noites de tormento.

Eu próprio, levo uma existência,
estranhamente existente,
numa loucura,
Loucamente sóbria!

Nma narração imperfeita;
desta realidade irreal,...
 ilusória...
que fere os sentidos de subjectividade;
e se aprende adquirida pelos sentidos dos ancestrais....

Deixem me em paz com as vossas retóricas!
 Deixem-me em paz com a minha existencialidade;
 com o meu buraco negro de vazio existencial;
 esse vortéx que tudo consome em redor!.....

Deixem-me em paz, com a minha suposta Ezquizoafectividade,
que bem pago ao Psiquiatra;

domingo, 28 de agosto de 2011

Deuses Humanos ( Amy winehouse)

A Vida é uma "sentença" de Morte
, o Amor uma sentença de Vida!
A existência, algo que se define,
numa qualquer "esquina" do Tempo,
... uma herança de deuses mortos...
e
de Humanos com direito à Vida eterna!

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Falando de Erasmus Darwin


É extraordinário o que os nossos genes fazem! Após Erasmus Darwin, (1731-1802) um avô de Charles Darwin (1809-1882) que era Médico, poeta, e tinha um apetite insaciavel por mulheres, vinho, e comida etc, e poesia, (casou com uma mulher 16 anos mais nova após a morte da sua primeira mulher, tinha ele 49 anos), morreu exausto, como era de esperar aos 70 e picos...Mas dizi...amos nós, após, os mais de uma dezena de filhos que teve, e os quais casou com os filhos\as da família do seu maior amigo , um dos homens que enriqueceu bastante com a revolução industrial, Josiah Wedgwood, acabou por ter um neto ( Charles) que entre tantos filhos e netos, ricos por herança de nascença, lhe permitiu acabar uma das ideias chaves da teoria da evolução das espécies! O avõ de Charles, portanto, através das ideias de Evolucionismo que já tinha , ido beber a outras fontes, viu assim os seus genes aleatóriamente depositados em Charles concluir a tarefa! embora Charles nada tenha feito de novo na genese desta teoria, encontrou um novo factor que era o da selecção natural, bem, novo,  novo não! Visto já existirem ideias desde Bacon, no seculo 16 a falar do assunto! Contudo Charles DARWIN MERECEU O ESFORÇO! Tirou para sempre a asua rica família do anonimato!

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Santa Paciência

AGORA É QUE A SANTA CASA DA MISERICÓRDIA ESTÁ "GOVERNADA! :-)))))

Pedro Santana Lopes Indicado como provedor da Santa casa da Misericórdia! Pelo amiguinho Passos Coelho! é caso para dizer: "Faz o que eu digo mas não faças o que eu faço!" ( a propósito das declarações de Passos Coelho que disse que iria acabar com os "Jobs for the Boys", neste caso o Eleito nem abdica do cargo de vereador na CML. como é possivel ??' Quanto menos QI têm,  mais cargos ocupam!!!!??? mas aonde é que este mundo chegou?????

Força Hugo Chavez!!!

Hugo Chavez será porventura , hoje em dia, um dos poucos seres humanos que procura novos paradigmas económicos e sociais, com o intuito de solucionar o problema eterno do Capitalismo!!!!  capitalismo como  um circulo vicioso de sofrimento,  que o único caminho que trilha é a desigualdade social, a ganância humana,  a especulação do "trabalho" alheio, e a alienação por uns quantos,  das reservas naturais do mundo! !!!!  Um caminho em circulo que só levará ao ponto de  origem! Com muitos conflitos pelo meio! (isto não é preciso ser muito inteligente para compreender!)

domingo, 17 de julho de 2011

Liberdade!

Desta terra ensopada
... com o sangue Índio
sopram agora "ventos"
de (falsa) moralidade, ...
Desta terra concebida
a ferro e fogo,
fala-se em Deus
e todos os dias
nascem Pregadores,
Destas torres de ganancia
construidas em cima
dos ombros dos povos
Indios
nascem agora poços de petróleo...

quinta-feira, 14 de julho de 2011

In Luana CAP IX



-Eu nessa altura era um “puto” sensível, que às vezes preferia uma doce solidão e um pouco de reflexão filosófica a uma boa interacção social…Era assim como para o “Bichinho do Mato”, um “gajo” que começou a sofrer de angustia existencial desde cedo….Lembro-me perfeitamente que aos 18 anos quando passava férias em Olhão na casa de minha Avó, ao cair do Sol nessas tardes quentes do mês de Agosto, e quando nascia a Lua, olhava para o Céu e sentia uma sensação angustiante. O quanto eu era finito em relação à grandeza e infinita infinitude do Cosmos…Quando olhava para a Lua, para as estrelas, sentia como que uma energia vinda dessas estrelas em direcção ao meu peito, estourando dentro de mim, da minha cabeça, do meu ser….Sentia-me Uno! Pequeno, finito, mas Uno sim! Em união com o universo…Era um sentimento paradoxal, onde essa estranha angústia se misturava com o prazer que era sentir fazer parte de um todo a que se chama “Universo”…Sentia-me como uma Náusea! Maior que foi a de ter lido o livro do Jean- Paul Sartre nessa altura da minha vida… Mas uma náusea que depois de vomitada nos faz sentir melhor ainda do que nos sentíamos antes de a ter …. Essa sensação da verdade da finitude existencial…Vomitada….

sexta-feira, 8 de julho de 2011

INSIGHT


Para se ter um verdadeiro INSIGHT do que é o actual sistema economico e social na maior parte dos países do mundo, será necessário ler o " Direito à Preguiça" , de PAUL LAFARGUE, o "Elogio ao ócio" de Bertrand Russel, e algumas reflexões Marx ou de Agostinho da Silva!!!! Entre outras!....Mas só estas trés proporcionarão ao leitor, só... por si , uma ideia sobre algumas soluçoes para dúvidas sobre o tema exposto! Misture tudo muito bem, até ficar uma sintese, e se tal como Pierre-Joseph Proudhon referiu , apesar desta sintese resultar de antiteses que nunca se fundirão realmente numa sintese "homogenea", é de levar em linha de conta o seu "sabor"!!!!! Este mundo de agencias de rating, de escravatura subtil, de Medinas, de profectas da desgraça, de cavacos, de trabalho de 12horas por dia e 475 euros de salario, de jeronimos, de belmiros, de barrosos, de portas, de economistas ao serviço dos especuladores, etc etc etc terá os dias "contados"!

domingo, 19 de junho de 2011

Um poema feito num momento descompressão”

{Neurociências E Neuropsicolocia}

(6) “Quase Mestres enfim”
...
Aí está a última avaliação!
Já se sente no ar o calor do Verão;
E o cheiro a nostalgia do que ainda não acabou;
As saudades daquelas aulas em Inglês,
de tarde durante de 5 horas!
Daquelas doenças do SNC (Sistema nervoso Central)
Dos Colegaas, dos Professores, dos Funcionários!....
Uma jogada de xadrez ou um teste ao Alzheimer?
Por antecipação !...
Uma tomada de decisão que se aproxima cada vez mais?!?....
As Proteinas-Alvo, que todos nós somos ;
Activa-nos a Alma e o desejo de;
e para activarmos alguma coisa….
Depende do Agonista ou do Antagonista
e das Notas!
Mais um esforço , uma dose de adrenalina
Um sentimento de compensação do dever cumprido….
Uma dose de dopamina numa activação constitutiva
( Estado activado de receptores mesmo na ausencia de substãncias ou farmacos)…
Um canal de Iões que se abre e recebe Cálcio numa Despolarização Louca!;
Um Potássio que se vai para fora da Célula
Um Mestrado que corre para o fim;
Um desejo de Potencial de acção;
Que venha o Estágio e a Tese;

p´rá nossa mão!

Quase Mestres Enfim!


José Paulino

domingo, 12 de junho de 2011

Homenagem a Silvio Santos


Saudade HOMENAGEM A SILVÌO SANTOS!!!!!!!


Com uma lembraça que ainda me faz um "nó" na garganta e me humedece os olhos,

...Ao fazer pesquisa sobre o saudoso Silvio Santos deparei com o site xadrez memória , o que me fez voltar atrás no tempo, quando com 16 anos comecei a jogar xadrez, e onde encontrei alguns deste jogadores citados no mesmo site. SILVIO SANTOS veio jogar xadrez a Vilamoura num dos maiores torneios da época o Torneio das Amendoiras em flor " decorria o ano 1981 (tenho certas duvidas mas foi por aí) e era considerado uma das maiores esperanças de Portugal, um jovem e brilhante jogador com um percurso académico brilhante pela frente! Pois bem eu seria uma jovem promessa (LOL) também conforme referiu o Jornalista e jogador VASCO SANTOS (Sogro do ANTONIO PEREIRA DOS SANTOS) NO DIARIO DE nOTICIAS DA aLTURA! E ahistoria aconteceu: o Francisco Machadinho antes do meu jogo com o Silvio Santos disse-lhe: Toma conta com o Puto (que era eu) que é muito bom jogador! eu ri me! :-) e ele também! Certo é que quando o jogo começou , eu motivado por jogar com tao brilhante adversário, excedi-me e alcancei uma produção brilhante! E ganhei o jogo!!!!! Ao contrario de muitas "estrelas" vaidosas o Silvio virou-se para o Machadinho pouco depois e disse-lhe: Bolas MAchadinho! És um Profeta do carago!!!!!!! Com sotaque do Norte!!!!!! e eu tive o meu dia de gloria poisntb ganhei ao antonio ferreira da Guarda! O que o machadinho nao profetizou foi o triste acidente de viacção do malogrado SILVIO Santos! :-( Pouco depois!
Ficou para sempre na nossa memória como brilhante jogador, académico e Homem!!!! Era um pessoa com algo de genial e ao mesmo tempo humilde! A minha homenagem ao Silvio!

sexta-feira, 10 de junho de 2011

A linha curva!


Basta me olhar para ti!....
Nunca vi mulher tao sensual.....
Imaginar te o calor do teu corpo na minha gélida solidão
o calor de um beijo
o Dionísiaco desejo
...do Uno Primordial!

A aleatoriedade cósmica!

A tua Beleza Colossal!
O hipocampo.....
Responsável pela sensação de "dejá-vu"!
O substracto biológico de uma condição,
força de expressão,
que muitos crentes e romanticos amantes usam:
O Dejá-vú!
assim explicado a frio, por uma merda de uma ciência qualquer.....
Que quer que tudo tenha substrato fisico
Uma sensação de já te conhecer nao pode ter susbtrato fisico!
Ou ficaria muito decepcionado!
Nunca digas nunca?
Depende de quanto convicta estás a dizer nunca!
Nao sei quanto longe eu estou, desse nunca!
Um nunca é uma linha rectas sem principio nem fim!
Preciso de me situar!

Hoje!
Responde ela:
"Neste momento a linha é recta mas para o nosso caso acontecer, a linha tem de dar um curva, ou uma volta"!

segunda-feira, 23 de maio de 2011

O BEIJA_FLÔR CEREBRAL (NOVA VERSÂO)










«Gostava de ser passarinho (Beija-Flôr)
 nos jardins da tua mente,
saltar de flor em flor,
 cheirosas de mel, e beijar o teu Inconsciente,
saltar do  Ego para o lago de água fresca do  Pré-Frontal,
e ver a tua personalidade Genial
 em luminosas sinapses eléctricas,
esvoaçar pelos teus segredos mais sórdidos e doces...
Ao mesmo tempo que desvendo os mistérios Existenciais do Amor;
Acariciando o teu corpo caloso,

desviando-me das transferências Inter-Hemisféricas quais ventos ciclónicos
à velocidade da luz e do Pensamento!...
O beija-flor prossegue a viagem e quer sair pelos tímpanos,

 como uma borboleta alada, lisa e macia;
como um grito de Liberdade;

Bola de sabão!...
E por fim sentar-se no Divã psicanalítico do Teu Ser

quinta-feira, 12 de maio de 2011


Para o Reino de S.R.

O Beija-Flôr cerebral

Gostava de ser passarinho (beija-flôr) no jardim da tua mente;
...esvoaçar pelo teu inconsciente e beijar
as flores cheirosas de mel;
Saltar para o Lago de água limpida e clara do teu Pré-frontal;
e banhar -me no conhecimento e memórias do teu Hipocampo;
ver a tua Personalidade feita de luminosas sinapses elétricas,
calcorrear o teu Ego sem distorções,
saborear o teu Corpo
Caloso e ver as transferências inter-hemisféricas que se fazem por lá;
À velocidade e liberdade de um sopro de vento,
sair do teu cranio pelos ouvidos como uma borboleta;
leve e macia; colorida e feita de ar que....
és "voaça" directamente da Realidade/ fantasiosa
para o divã psicanalítico...
De um qualquer poeta "Catarse-iano" do tipo
Beija-Flôr!

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Infinito , perpétuo, eterno, circulo ; ou em linha recta, finito, efémero e passageiro


Infinito , perpétuo, eterno, circulo ; ou em linha recta, finito, efémero e passageiro, certo é que  a discusão sobre a origem do Cosmos e da Humanidade tem gerado polémica e discussão através dos Tempos. Os antigos egípcios acreditavam que o Tempo andava em círculos e é composto por ciclos, o próprio Einstein despertou as  consciências com a velha discussão  temática o Universo é Finito ou Infinito?






Atendendo a que a nossa existência se situará (Infinito e Infimamente) como um pontinho existencial algures numa linha curva ou recta sem principio nem fim,  representando  os factos cronológicos da existencia (?) Humana e do Cosmos (?) , não se compreende como o actual CONHECIMENTO Humano  se baseia em leis cronológicas que pretendem explicar a génese do que quer que seja...:-))))) Não sei,!.....pergunto eu que sou "maluko"....:-)
Perante esta tese,  todas as grandes teorias actuais acerca do Cosmos e da evolução Humana cairiam por terra! E.g. Desde as teorias evolucionistas ,  teoria de Darwin e do Big Bang, até à da velocidade da Luz ou ao  "Paradigma Quântico" etc! A própria História sofreria de ridiculas subjectividades atendendo às distorçoes "contextuais" em que foram produzidas as narrações de determinado facto, e ao pouco realismo e objectividade dos mesmos!
E sobretudo o sistema social e económico/financeiro, construção humana, "Capital" moeda ou nota, que "representam" a expressão da ambição de "TER" alguma coisa  desmedida, e a sórdida Teoria da especulação humana acerca dos valores materiais!

 Valores estes que aliados e intrinsecamente ligados à subjectividade do único Poder que actualmente existe verdadeiramente no mundo e que influencia e distorce o que deveria ser o objevtivo de todo o verdadeiro e independente CONHECIMENTO!

Conhecimento Ímplicito

Não há respostas acerca do nosso conhecimento "ímplicito", porque tal como a memória implícita nós sabemos que sabemos mas não sabemos explicar Porquê! È o exemplo de alguém explicar como sabe nadar ou andar de bicicleta, sabe que sabe maas não sabe explicar como foi! Nem o Eistein saberia! :-)))

O Cosmos

Qualquer conjectura acerca do inicio e do fim do Tempo e do Cosmos não passará disso mesmo, Uma CONJECTURA!!!!
Algures nessa linha recta ou curva, sem principio e sem fim, que representa a existência da nossa reflexão sobre a Realidade, também ela sem principio e sem Fim nada se poderá afirmar com exatidão cronológica! A evolução Humana poderá apenas resultar de uma desinvoluçao humana, ou seja, a nossa espécie já poderia (conjectura) ter nascido, acabado e nascido outra vez....Como tal a historia do Ovo e da galinha, viemos de onde? vamos para Onde? quem somos???

sábado, 7 de maio de 2011

Falando de Crise!!!

Falando de Crise!!! :-)))
"Vou a Olhão,
ao Cafe Espanha,
tomo um sumo de laranja e
 uma tosta mista.
 É simpatico Sr. Samuel!...
 [.....] 
 E deambulo,
 por muitos lados,
sempre acompanhado,
 desta solidao existencial,
 deste buraco negro,
 que me consome;
 Ansiedade,
 mas tenho um especial.
 gosto requintado,
 e polvilhado;
 por masoquismo,
reconfortante;
de poder deambular;
 entre a Solidão;
 e a Paixâo,;
saindo;...[...]
 e entrando;
quando quero"!
Sou Livre!!!

quinta-feira, 24 de março de 2011

És linda como a Lua


És linda como a Lua

E esta hein???' Deve ser da aproximação do Astro :-)))

És linda como a Lua
...Mas não posso proferir teu nome…
Ès linda como a Lua
Mas mais distante que ela…..
Brilho magnético
Que se pode ver ou sentir
Mas não tocar
Brilho que nos seduz e entonteia
Qual abismo para o alto branco
de Luz....
É melhor que fiques longe
Não te aproximes de Mim-Terra
demasiado...
Muito menos quando estás Cheia
fazes-me ter tonturas enigmaticas
de sedução
Porque depois de me dizeres
que não me podes Encher as minhas marés
de sentimentos
Ès linda como a Lua
Mas Mais distante ainda
Que Ela


José Paulino
 

Ode ao politico de base do algarve que votou passos Coelho para presidente do PSD e o politico da provincia


o Politico da Provincia

Ò tu politico das bases...
meu humilde triste que de política nada percebes
veste o teu melhor fato de domingo
...e pôe a gravata laranja
Porque o teu futuro líder veio a Faro

è preciso que ele te veja
e saiba que és das bases
mesmo que sejas "analfabeto" de humildade
e precises de um tacho

essa gravata e esse fatinho ficam te a matar :-)))
depois vai pedir aos militantes que nao votam há `"séculos"
Para votarem passos Coelho
e se tiverem as quotas em atraso nao faz mal....
tu pagas e eles votam...
 
Agora que já conseguiste eleger Passos ao Poder...
caminha entre ele, entre os fatos caros, com posse altiva
tipo engatatão do bairro alto,
marialva sem nível...:-)
Deixa entrar o FMI
meu politiquinho da provincia....

sexta-feira, 11 de março de 2011

A ditadura dos Mercados que influenciam o Conhecimento e o subjugam!

 
A ditadura dos Mercados que influenciam o Conhecimento e o subjugam!

Os mercados são, sem DÚVIDA, quem actualmente mais influência o comportamento humano, inclusivamente dita a Lei na Propria Investigação científica e em última análise na Ciência em geral! basta ver os novos testes psicologicos que os mercados pedem, através das seguradoras etc, para despistar a simulação de resultados em testes psicológicos para avaliar a capacidade ou não de pessoas que, por exemplo, requerem a reforma!
Porém quando se alcança esses conhecimento, são os proprios mercados que nos "fecham as portas"!

quarta-feira, 2 de março de 2011

Exortação Anónima À REVOLUÇÂO ODE ou Canto de Guerra à "Crise"




...A Economia tornou-se numa Hipocrisia,
uma Guerra!
Encerra em si todos os "podres" do Mundo!

Toda a subjectividade da "Pescadinha de Rabo na Boca"!
Todo o "Preso por ter" e "Preso por não Ter"!
Não me falem de Economia!,

não me falem de dinheiro....
falem-me de Motivação Intrinseca---
Ou então calem-se com a crise
fechem a boca e aguentem,,,
Não me falem da Banca!
Não me falem de Spreads, taxas, ou empréstimos
para adquirir a felicidade...
Não me falem de latas de conserva, fatos e gravatas
todos iguais e normalizados...´

Não me falem
de me quererem oferecer um chouriço#
Para receberem depois, um porco de volta!
Pocilgos já vocês têm de sobra onde chafurdam todos oss dias da semana
para encher a dispensa do gerente...

Não me ponham o "vosso" dinheiro roubado ,

nos offschores,
nem que seja em ilhas paradisíacas
nao se julguem mais espertos que os outros
,vocês são a escumalha engravatada da sociedade
decadente;;;,,

Abram o celeiros do mundo,
e dêm de comer a quem tem fome,!

abram as refinarias de petróleo
e dêem-no até ele acabar, cum raio.!...
Finalmente!
Dêem
mesmo aos preguiçosos,

tudo o que eles quiserem,
toda a gente tem defeitos,

embora quase sempre menos que os vossos,...
Não me iludam com promessas de comprar um ferrari

Acabem com a palavra "trabalho"
não penalizem quem não quer "trabalhar"
A Revolução Indunstrial começou há muito...
As máquinas que o façam ....
A actividade nobre do Homem é Pensar e "Criar"
Quem quiser pode optar
Ser Escravo para comer
 ou livre e morrer à fome..
Mas não me obriguem a chamar-vos:
Ladrões!!!

Mais cego é aquele que não quer ver!.........