Qual a corrente filosófica que mais se aproxima da sua sensibilidade?

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013


Inda um dia destes

Tocarei  tuas  doze cordas,
De viola feminina,
E te farei gemer,
De canto e prazer,
Percorreremos todas as notas,
Da escala musical,
Do sol a Si,
De tu a mim,
E comporemos,
A nossa sinfonia,
de Amor!

J.P. 1991

És a minha onda!


Que mais posso dizer,
Alem do que já foi dito?
Só as palavras não ditas,
E não reveladas,
São aquelas que mais forças têm!
E que não as pronunciamos,
São aquelas que não deixamos,
Sair para fora,
E as choramos…
És como uma onda,
Que vai e que vem,
Vens quando te apetece,
E não quando eu quero!
Vens com toda a tua força,
Por cima do mar
E vens espraiar-te,
Estender-te,
À beira mar,
Também sem me molhar!
Beijo-te os pés,
De joelhos na rapidez,
na praia
E no medo de desapareceres,
No receio de me escapares,
Por entre os dedos da mão,
E de novo te vais tão depressa,
Que te não poderei esquecer
Amanha de manha,
De novo na praia,
(numa outra maré)
Para te ter,
Esperar que venhas de novo,
Como a tal onda,
(força da natureza em quem ninguém manda)
Se não o Destino,
Fado ou Deus,
Estou consciente para saber,
Que há ondas,
Que demoram muito Tempo a vir,
E outras que não virão sequer,
Beijar a minha praia….
Ou aquelas por quem esperamos,
Desesperamos,
Em vão…
A vida inteira,
Dor traiçoeira.
Mas como a maré muda,
Nunca morre,
A esperança,
Eu esperarei por ti,
Porque és a minha onda,
Vejo-te vir ao fundo,
Sinto um Amor profundo,
E tenho esperança,
Que tornes novamente,
Ao menos uma vez mais…
À beira-mar
Que eu não terei mais medo,
Nem receio,
Nem angustia,
De me molhar em ti!
Porque és tu a minha onda!
 
José Paulino

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Sonho


Andando alagado em suor…

No meio ainda das trevas,

Buscava uma ofuscada luz,

Que me escapava há muito,

Solenemente…

Sentei-me e esperei,

Banhado e inundado,

Agora,

Em esperança,

E então reparo,

E então,

Eis que alguém me lança,

O saber que agora sei!

Pareceu que imediatamente,

Se acendeu uma luz,

Um candeeiro,

Minha mãe tocou-me levemente,

E eu voltei-me,

No travesseiro!

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

INDIGENTE?


Mais vale ser indigente do que rico, especialmente se enriquece devido e à conta da escravidão do trabalho dos outros, da especulação do dinheiro, e do trabalho alheio, dos ordenados de miséria praticados pelas grandes Multinacionais seja em Portugal ou seja onde for, melhor um indigente com caracter que um "rico" bem-sucedido por herança ou de que forma for e que praticando um pouco de caridadezinha se julga no direito de chamar indigentes aos outros que não tiveram a mesma sorte que ele, de ter nascido com o cú virado pró Sol, não é crime ser rico (Excepto se o for à conta de vigarices, o que aliás é prática normal entre esta gente) ser indigente (pobre) é que não será crime de certeza! É mais certo entrar um Camelo num buraco de uma agulha do que um "rico" desta espécie nos reinos dos Céus! A não ser que ainda se paguem as famigeradas indigências para lá entrar! Para já, quando se morre, não "fica cá" nada! E Todos morrem um dia, ricos e indigentes! Apenas a vã memória da arrogância e prepotência de tratar assim os outros, chamar indigentes aos outros especialmente quando se fala de barriga cheia"!  http://www.dicio.com.br/indigente/

 

domingo, 27 de janeiro de 2013

Luar de Mulher!

O teu fantasma persegue-me,
a tua paixão sufoca-me,
o teu brilho encanta-me,
a tua voz acalma-me a ansiedade,
e tu enfeitiçaste-me,
só Luar ...

sábado, 26 de janeiro de 2013

Joaquim dos Reis Varela comunicava com Extra Terrestres?

Joaquim dos Reis Varela diz que comunicava com extra terrestres, em 1924! Este livro data dessa altura e foi escrito por esse visionário e investigador Português, natural de São Bartolomeu de Messines a exemplo de João de Deus, que escreveu a cartilha Portuguesa, ilustres filhos da Terra. Calcurreava por esses tempos, as serras, montes e montanhas Portuguesas, entre 1914 e a década de 20, do século passado, com o intuito, científico, segundo ele, de dar a conhecer ao mundo a existência de Marcianos, etc. Previu também (talvez porque enevitável) a sua morte, e  já está a fazer "tijolo" , aliás, como todos nós um dia faremos, tinha na altura (em 1924) cerca de 34 anos, ..Mas de Extra Terrestres nada, já se sabia nessa altura que a Luz percorria cerca de 300 000 quilometros por segundo, em caso de boas condiçoes atmosféricas, um dia nas montanhas da Beira Portuguesa, ele trocou mensagens luminosas com extra terrestres de Marte, (segundo ele diz)...Este livro faz parte de um espólio valioso, a edição é de Lisboa 1924! Há dez anos que ele teria iniciado a pesquisa segundo ele afirma, (em 1914), anos da mais mortifera guerra que o mundo já conhecera até então, a invasão da Belgica e França pela Alemanha( onde foi que já se ouviu isto?), as mortes sucediam ensopando os campos de sangue, na Bélgica , França, e Sérvia...Se ele soubesse o futuro, saberia que haveria ainda de ser pior em 1938|39, tal como nós hoje em dia em 2013, não saberemos o que o futuro nos aguarda, mas aguardemos optimistas!!

A investigação sobre um Padrão na aleatoriedade Cósmica

A "Àrvore da vida" é um sistema cabalistico do qual as cartas de Tarot têm a sua anologia, este autor tenta explicar de uma forma que roça quase hermética os nossos "caminhos" a partir deste sistema em Hebraico, tão ou mais antigo que o novo testamento, uma das premissas dos 32 caminhos, (salvo erro são 32) da Àrvore da Vida da Cabala, é o "O que está em "cima" (MACRO COSMOS) é igual ao que está em "baixo" e logo o que está em "baixo" (Micro Cosmos) é igual ao que está em "cima", mas há mais premissas, como por exemplo o da "conservancia" da Energia, (foi daí que lavoisier tirou aquela cena de que tudose transforma e nada se perde), por exemplo na magia VUDU quando o feiticeiro está a espetar um boneco com agulhas este representa o Micro Cosmos, pretendendo influenciar com essa mágica de feitiço, o Macro Cosmos que será por sua vez a pessoa a afectar respectivamente, as práticas mágicas têm assim a sua influencia e têm tido nestes livros sagrados que explicam (tentam) a genese do Cosmos! A mente Humana faz o resto! Passei uns quantos anos na minha Juventude a investigar  a busca de um padrão na Aleatoridade Cosmica! Alias segundo a Cabala nada é aleatório tudo tem uma causa e toda a causa produz um efeito!
 
 J.P.

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Parte II (Tragédia homofóbica)



Parte II

(Tragédia homofóbica)

E Ali ao quilometro 27,6,
Daquela estrada preta,
Mas iluminada pela Ilusão,
Da Luz e do brilho da Lua-Eva,
Mataste a minha paixão!
As lágrimas escorreram-me,
E esqueci…,
 Esqueci,
O meu desgosto,
A minha Ilusão,
Tarde demais!...
Muito tarde,
 Pois já me tinha iludido,
 De Ti!
Da minha Paixão.
 De Amor!
Que não era a tua,
E acordei de madrugada,
Eva!
A suar frio,
O coração a bater,
O pânico de não Te ver,
Mais……
 Assolou-me!
O teu Fantasma dilacerou-me a Alma,
Vesti-me à pressa,
E abalei novamente,
Numa louca correria,
Como um louco em pijama,
Mas quando cheguei,
Ao quilometro 27,6,
Novamente,
Já não vi a tua casa,
Já não te vi,
Perguntei por ti aquela hora,
Disseram-me que nunca Eva alguma,
Jamais….
 Tinha existido ali,
Alguma vez!
Então enlouqueci?
E parti,
 À procura de um fantasma,
Que existia dentro de mim!
Tirei fotos a um Fantasma?
Não sei,
Ao quilometro 27,6,
Tudo poderia ter acontecido,
O Mistério adensou-se novamente,
A Eva desapareceu,
Misteriosamente da minha vida,
E a minha Esperança morreu….
O meu Amor desvaneceu,
Mas a historia continua viva,
Dentro de mim!
Perdi-me nos atalhos,
Do caminho?+

Indigentes






 
Somos nós que  demos origem á crise, e acusados, injustamentede, recebermos o rendimento de reinserção Social, uma esmola de merda de caridadezinha dos Credores e especuladores dos milhoes de capital, e do trabalho escravo humano!  Muitos politicos e administradores usufruem obscenos e chorudos ordenados  no final do mês, acusando-nos a nós de sermos os culpados pela crise economica que se vive!!!Sim fomos nós!!! que gastamos os recursos do Estado! Puta que os pariu a eles politicos de merda, usurários e abutres da especulação que nos mandam agora apertar o cinto, eles mesmos que há anos que vivem á conta do Estado! Puta que os pariu mais a ideia de Estado Social que defendem! Vão chmar indigentes à Puta que os pariu porque "DEIXEM A REVOLUÇOES FUNCIONAR UM DIA E LOGO IRÂO VER, em vez de deixarem funcionar os "MERCADOS"!
São estas pessoas acusadas de receberem o rendimento mínimo e de terem dado origem à actual crise (?) económica, pelas pessoas de ideias conservadoras e retrogradas, fiquem sabendo que o Américo a exemplo de muitos não recebe nada do Estad...o Portugués, e era bom que houvesse alguém que olhasse por estas pessoas e tratasse do que precisam sem levarem nada em troca, alguém que fizesse de Psicologo de Assistente Social e levasse a sua voz surda aos surdos dos mercados e da Solidadriedade Social, para que a sociedade seja mais justa, e os administradores que falam da crise e que recebem milhoes de euros os possam rapartir umas migalhas pelos pobres!

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

A Ilusão do Quilometro 27,6 da estrada da Lua-Eva!



Eram 20 horas desse dia de inverno,
Entre o Natal e o fim de ano,
Uma noite límpida e fria,
Tempo de família para uns,
 E de solidão para outros,
A Lua estava cheia,
 A rebentar,
De Sensualidade,
E feitiço
Ovada da sua ilusão,
Pulsando tão longe,
Mais parecendo,
Ao alcance de uma mão!
Enfeitiçando o incauto,
Viajante do Tempo,
Iludindo o Caminhante,
Do Amor….
Que importava mais um passo,
Mais uma tentativa?
A esperança final,
De um Amor encontrado?
O pé pesava no acelerador,
O ouvido numa música romântica,
E o coração pulsando de expectativa,
Seria desta?
Finalmente?
O pressagio da Lua,
Da ilusão,
Defeito numa carta de Tarot,
O “Eremita”!
“Os dois caminhos”!
Ao quilometro 27,
Dessa estrada preta,
Mas iluminada,
Ia ter a solução,
Do Enigma do Mistério,
E na realidade foi,
A mais bela e estranha Lua,
Que alguma vez viu,
Feita mulher,
Feita ilusão!
A Eva estava lá,
Mãe de todos os erros,
De todos os humanos,
Mãe de todas as tentativas vãs,
Ao quilómetro 27,6;
A Lua cresceu,
Ele iludiu-se,
A maré subiu,
A sensibilidade cresceu,
A sensualidade nasceu,
Nessa mulher,
Os Amor vão!
A ilusão inútil,
Ao quilómetro 27,6;
Dessa corrida de amor,
 Desenfreada,
Desfez-se a confusão,
“Os dois caminhos”,
Tinham razão,
E o coração sucumbiu,
À razão,
Uma vez mais,
Nessa vã tentativa,
De encontrar o Amor!


E com a tua Formusura,
Lua-Eva!
Me deixei enganar;
E com as lágrimas do meu pranto,
Fez-se a Realidade,
Da Ilusão de Amar-te,
 Lua sensualidade,
Ali ao alcance,
 da minha mão,
Mas tão longe,
Do meu coração!
E Ali ao quilometro 27,6,
Daquela estrada preta,
Mas iluminada pela Ilusão,
Da Luz e do brilho da Lua-Eva,
mataste a minha paixão!
As lágrimas escorreram-me,
E esqueci,
O meu desgosto,
A minha Ilusão,
Tarde demais,
A minha Paixão de Amor!

J.P.
 
 


 
 

 

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Rastreios cognitivos de Memória


Hoje fazemos, nesta farmácia, os conhecidos rastreios cognitivos à memória, quem quiser ir apareçam! As queixas subjectivas de memória geralmente aparecem em pessoas com mais de 50 anos, mas qualquer pessoa as pode ter, é importante que se faça um despiste com o objectivo de se compreender a relevância das mesmas, sendo certo que muitas pessoas com estas queixas poderão indiciar o início de certas patologias que convém, diagnosticar com antecedência. Existe uma zona "fronteiriça" entre o envelhecimento cognitivo normal, e o envelhecimento cognitivo patológico que se designa por Défice Cognitivo Ligeiro (DCL), ou em Inglês por Mild Cognitive Impairment (MCI), que se caracteriza por acentuados défices de memoria e também noutras funções cognitivas, estas pessoas com estes défices poderão nunca vir a desenvolver qualquer tipo de patologia mas segundo estudos científicos recentes, 5% ao ano e 12% dentro de dois anos poderá vir a desenvolver qualquer tipo de doença demencial, geralmente a Doença de Alzheimer! Os testes que utilizamos são testes neuropsicológicas utilizados para o efeito, que poderão ser completados, em caso de necessidade, por testes de Neuroimagens, e os mesmos não dispensam a consulta de rotina ao Neurologista! Se tem qualquer tipo de queixas subjectivas de memórias que possam indiciar défices objectivos da mesma, e se isso interfere com a sua vida quotidiana é muito importante que faça este rastreio à memória como forma inicial de compreender a relevância das mesmas.

Obrigado!

 

José Paulino

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Palavras que ferem!.....


As palavras soavam como martelos;
Na sua consciência,
Uma surda angustia;
Assolava o Ser Humano,
“Indigente” foi assim tratado…..!
Por alguém,
Conhecido pela sua “caridadezinha”,
Obsoleta e Obscena!
Daqueles que do alto do seu património material,
Facilmente caracterizam os outros,
Por palavras que não sabem o significado,
O dinheiro compra tudo,
Dizia o outro….,
Compra tudo menos a inteligência,
E a cultura,….
Pode-se comprar uma licenciatura,
Mas não a cultura!
Para essa tem que se sofrer,
Para a adquirir,
Assim como as boas maneiras e educação,
Talvez se compre apenas,
Um pouco de cultura,
-“Olha, quero que saibas que de mim,
Só terás a minha amizade!
Não te quero Iludir”!
Disse-lhe ela,…
Mas tarde de mais!
E as palavras martelaram-lhe
O cérebro,
e os seus olhos humedeceram-se,
Com a sua visão.
A visão dela,
Feita desilusão!
E os seus olhos clamaram,
Pela rejeição
Da rejeição!
Num estado de revolta e rebeldia,
Obsessiva;
As palavras surgiam-lhe,
Gravadas na mente,
em alto som,
De desprezo,
“Iludir”!!!!!......
“Indigente”!!!!!.....
Ilusão!
Permanente,
De lidar com esta gente!
Desilusão!
Quero que saibas,
Que o Ser humano sabe;
Que o Amor não é ilusão,
apenas os valores materiais o são,!
Duas pessoas diferentes,
Contribuíram para esta prosa poética,
De um Ser humano em permanente
(Des) construção!
Coping!
Lidar com…
 

domingo, 20 de janeiro de 2013

Amor Cheio num Quarto de Miguante

Era Noite de Lua cheia a primeira vez que fui ao teu encontro.... E Miguante da última vez...... bispos de xadrez, de cor contrária; que antes do jogo começar, tiveram a sorte, uma vez na vida, antes do sol raiar, de se terem encontrado, uma única vez, depois do "jogo" acabado"! outra reencarnação; noutra vida.... outra Lua nascerá!.... O Sol nasce A vida gera Os pássaros anunciam/ /Mais um dia que aí vem O Amor arde A Paixão queima A chuva molha/ /Quem ama…O Vento leva a nuvem A nuvem destapa o Sol A Luz aparece O coração aquece E a Paixão reaparece O Vento traz a nuvem/ Outra vez/ E O Sol arrefece A Chuva molha/ Quem merece Amar O dia passa/ A Lua nasce Vem a noite Tão longe e tão perto A ilusão brilha O que o poeta escreve Que o Sol arde Que o Amor queima E que a Lua não leve/ A Ilusão da Tarde Que o Amor que não tarde Que o brilho da Lua/ Não iluda os incautos Amanhã é outro dia, E a estrada do poeta/ Uma eterna metáfora/ Onde os dedos de uma Mão Não agarram A Ilusão/ Do Tempo/ Da Poesia!

José Paulino

Psiquiatria, Psicologia e Neurociencias!


A Psiquiatria recorre à Psicanálise como um Naufrago a uma “boia “de salvação?... Será mesmo este um dos únicos pontos em comum com a Psicologia? Ao contraio do que se afirma das diferenças entre a Psiquiatria e a Psicologia, há mais semelhanças que diferenças, sendo que o Psiquiatra é um licenciado em medicina e anatomia humana, muitas das vezes visto como um parente pobre da medicina, o que a meu ver é completamente falso, o problema é que a Psiquiatria, após o advento da Psicanálise na década de 80 do século XIX, incorporou a Psicanálise nos seus currículos de estudo, graças ao Investigador Freud, e a Psicologia faz avaliação Psicológica que a diferencia minimamente da psiquiatria! Actualmente assiste-se ao advento das neurociências que ao mesmo tempo da Sociologia, Antropologia etc. procuram o seu espaço e muitas vezes os mesmos campos de estudo do que a Psicologia e mesmo a Psiquiatria, a nosso ver o futuro está na Neurologia, que estudando os sistemas nervosos dos seres vivos, explicam já muitos comportamentos humanos! Fará sentido existirem apenas num futuro próximo as Neurociências como “tábua” de salvação para os náufragos do conhecimento do comportamento humano? Não sabemos mas o conhecimento é fruto do contexto,, até e vai-se construindo passo após passo! (construtivismo até isso é uma moda! Pois!) Desde o Positivismo de Viena até agora muita água passou debaixo da "ponte"!

Xadrez e Metáforas


Metáforas!.......De opção afectiva, emocional, existencial e sexual diferente!..

 

O Xadrez é um jogo propício a Metáforas sobre a vida de uma forma geral, e dentro do xadrez, as peças que são designadas por Bispos, movem-se em diagonais, são dois de cor diferente, ou seja, um deles movimenta-se, só, pelas casas de "dimensão" Branca e o outro pela de "dimensão" Preta, nunca se encontrando e tocando-se durante a partida feita vida, temos duvidas se saberão mesmo da existência um do outro….! Não se sabe que quem inventou o Rei de todos os jogos (O XADREZ) mas se foi um deus ou um humano o que é certo é que sabia o que estava a fazer, no caso desta peça (O Bispo), embora a mesma valha precisamente a mesma coisa (Três pontos! No xadrez o equivalente a 3 peões, que embora Phillidor os considerasse como a "Alma" do xadrez os peões só valem 1 ponto cada um), é como na vida real o zé-povinho retratado nos "peões" é “carne para canhão” sempre dispostos a pagar os impostos devidos e a serem sacrificados em nome de “altos valores “ ou objectivos Reais! Mas depois vem-se a ver e por um peão se ganha ou se perde um jogo de xadrez e também na vida real! Como dizemos então e para concluir, os Bispos que valem a mesma coisa que o Cavalo na hierarquia escaquística, (3 pontos, a Torre vale 5 e a Dama vale 10 pontos, enquanto o Rei não tem valor concreto porque o seu valor é simbólico e abstrato ou seja se se perder o Rei perde-se o Jogo automaticamente)! Os Bispos são “Pares”, mas se porventura se apaixonarem um pelo outro vão ter azar, porque como duas pessoas de opção sexual diferente, nunca se irão encontrar nesta dimensão! Apenas resta uma solução, esperar pelo próximo jogo ou pela próxima reencarnação!

sábado, 19 de janeiro de 2013

Xadrez



"O Xadrez tem tudo para fazer um Homem Feliz e Infeliz, até no conceito de Almas Gémeas no Amor, quando "azar" no destino, deixam-nos a "jogar" sózinhos, essas "almas gémeas" poderao ser Peças designadas Bispos de cor diferente, uma vida para se encontrarem, e essa benesse ou Sorte será possivel noutra "reencarnação"


Conceitos como o Tempo, o Espaço e a Matéria, que este jogo reflete do Cosmos, as capacidades que o xadrez poderá desenvolver, como a memória, o raciocínio, a tomada de decisão, a abstração, o cálculo Matemático, etc., que por si justifica a modalidade de Xadrez como disciplina do currículo de alguns anos do ensino básico e secundário. Que a menor distancia (menos tempo) entre dois pontos poderá não ser uma linha reta, o exemplo dos mapas mentais cognitivos que por exemplo às vezes temos que fazer nas artérias de uma grande cidade em hora de ponta, para chegar a horas onde se pretende, (temos que enveredar por outras ruas, com o automóvel, por ruas secundárias e mesmo ganhamos tempo, visto as principais estarem cheias), as variáveis, portanto, estão interligadas, e funcionam em conjunto como o cérebro quando elabora a estratégia e a táctica deste jogo a exemplo de tudo, Tempo, Espaço e Matéria, também a metáfora dos Bispos de cor diferente, branco e preto, que operam em "dimensões" diferentes, nunca se encontrando mesmo que o jogo dure até ao infinito!

 




 
 


 

Maus sentimentos

Aviso aos mais incautos, nos quais por vezes também e muitas das vezes nos incluímos: "Os maus sentimentos consomem a pessoa que os tem, provocam doenças e coisas desagradaveis!  As pessoas genuínas nao precisam de andar de "fato e gravata", nem de ser politicamente corretas, nem de agradar a toda a gente, nem de falinhas mansas e grande argumentação para convencer quem quer que seja, daquilo que for, basta serem elas proprias e serem genuinas e aceitarem os outros como são, porque cada um é quem é e muitas das vezes os "maus" sentimentos são como o lodo na maré baixa agarram-se aos pés , e temos que "limpar", ou como a merda de cão na rua, agarram-se ás solas dos sapatos..nada mais....

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

"O esquecimento da dor!.." ...(Dedicado à Ana)!,



Tu é que fazes bem,
andas sempre metida em petiscos,
amores e paixões
e rodeada de amigos e familiares.....
Nunca páras,
para um pouco de ócio....
Nunca sózinha!,
... nem "celibatária."....
Nunca páras,
 para Sofreres,
para pensares a vida,
um pouco.....
De paixão em paixão,
sem deixares caír uma única vez,
o "pote" do celibato,
....Inconsciencia ou voluntario esquecimento?....
Da dor, se recalca o esquecimento......
 
J.P.

Iguais na diferença (Relacionamenttos e Casamentos homossexuais e ralacionamentos mistos, de hetero com homo ou Bisexuais).


·         Queria aqui dizer, que essas historias do complexo de Édipo, das quais uma figura Proeminente de Faro tanto gosta, para justificar o seu ódio aos casamentos e uniões gay, queria eu aqui dizer que essas teorias são teorias psicanalíticas e pouco mais,,,,Ou seja, a tragedia de uma mãe lésbica cujo filho tem uma relação com ela, quanto a mim patológica, uma díade doentia, esse rapazinho se a sua mãe não arranjar um companheiro para que ele (o seu filho) possa sentir frustração  ciúmes, dizíamos nós se ela não fizer isso e o seu filho nunca sentir ciúmes de um rival macho como ele, essa criança não terá um desenvolvimento normal? Será um desenvolvimento patológico? As teorias Psicanalíticas sobre o complexo de Édipo, podem explicar talvez os tempos das "cavernas",  mas vivemos no século XXI em que o conceito de "FAMÍLIA" já não é o mesmo, e as teorias Psicanaliticas como outras quaisquer, valem aquilo que valem, e quanto a nós nada mais.....É que sem querermos podemos cair nestes pensamentos e juízos de valor! (A propósito este homem que me refiro foi indicado como futuro candidato À presidência de Faro) eu acredito em muitas teorias mas acredito mais na liberdade e independência de ideias, e acreditamos que já tivemos a nossa dose de experiencia. Com pessoas com estes problemas e que se defendemos as ideias progressistas por outro lado teremos que estar preparados porque lidar com uma Homossexual, é muito diferente do que lidar como um hétero. A personalidade, os gostos, as crenças destas pessoas são diferentes! Mas apesar de tudo, somos todos diferentes ou não? Somos iguais na diferença!

JOSÉ PAULINO

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Memória prospectiva , onde se situa?

Encontrei este artigo cientifico  na minha gaveta, .....
Estes doentes com lesao no córtex Fronto-Temporal, seja por acidentes vasculares, traumatismo, tumores, intoxicações ou doenças degenerativas, ficam gravemente afetados nas suas capacidades de gerir a sua vida quotidiana, sem capacidade de programar as suas actividades diárias, e até no seu controle emocional, estes pacientes apesar de manterem intactas as suas capacidades linguísticas, funções motoras, e até várias e outras formas de raciocínio, apresentando até alguns deles desempenho adequado em muitas das provas neuropsicológicas, revelam muitos défices objectivos nas sua capacidade, de programar intenções futuras, fazendo por isso apelo à memória prospectiva que fica afetada, e também o seu próprio comportamento, a avaliação e diagnostico destes doentes é um desafio por isso mesmo, todos nós temos recursos cognitivos que nos capacitam por viajar no tempo, através da memória episódica, que dá origem a este tipo de memoria citado, contudo a memoria apresenta muitas nuances, e este artigo faz investigação para descobrir mais acerca das diferenciações dos mecanismos neurocognitivos da memória operacional dos da memória prospectiva. Na sua conclusão o estudo aponta para que a memória operacional tenha mecanismos (correlatos) diversos da memória prospectiva. A memória prospectiva (ou memória intencional, ou memoria para actividades diárias,) pode assim ser designada como uma memória, utilizada para programar ações num futuro, como por exemplo não nos esquecermos de pagar a conta da Luz no dia tal, ou de tomarmos o medicamento á hora prevista! A memória operacional é uma memória declarativa, ou seja que a podemos declarar e definir por palavras, ao contrario por exemplo da não declarativa que é a memoria utilizada por exemplo quando andamos de bicicleta, a qual sabemos andar de bicicleta ou nadar, mas não sabemos dizer como é que foi que aprendemos, ou como é que fizemos para aprender, a memoria operacional é a nossa memoria de trabalho que utilizamos quando estamos a fazer alguma coisa, nesse momento, como ler, falar, fazer contas, etc., nesta memória de trabalho, ou operacional os teóricos cognitivistas revelaram que é assente num mecanismo de funções executivas chamado “executivo central”, que terá uma zona especifica no cérebro, do que se trata aqui é de diferenciar se possível outra qualquer zona para a memoria prospectiva, são conceitos que valem o que valem actualmente, e que já explicam muito do nosso funcionamento ao nivel das funções cognitivas, mas como digo comparar o cérebro um computador, para mim é uma questão de moda, porque o computador é aquilo que mais avançado a espécie humana tem no momento para se fazer uma analogia, mas o presente não acaba aqui, talvez haja um futuro,Não sabemos!

J.P.